sexta-feira, 5 de março de 2010

Formas de tocar piano

Em sua dissertação de mestrado, Sara Cohen (1988) organiza a obra de Ernesto Nazareth em diferentes “formas de tocar piano” para utilização didática: notas duplas, arpejos, oitavas, acordes quebrados, cruzamento das mãos, acordes, trinados, saltos, acordes repetidos e outros. A classificação de maneiras de tocar piano proposta por Cohen é derivada da literatura pianística tradicional, citando autores como Beringer, Haberbier, Chopin, Moszkowski, Pishna, Cortot, Debussy, Hanon, Liszt, Czerny, Clementi.
Essa classificação em "formas de tocar piano" é muito interessante para pensar a didática em geral. Já vi programas de determinadas escolas em que se coloca para escolher 10 dentre 30 exercícios dum determinado livro. Analisando os exercícios, cada um trabalha aspectos diferentes. Então pode acontecer de um aluno escolher exercícios que trabalham oitavas e terças, enquanto o outro escolhe exercícios que trabalham acordes e arpejos. É importante que cada aluno experimente o maior número possível de "formas de tocar piano". As combinações são inúmeras, talvez infinitas, considerando o trabalho das duas mãos.
Mesmo havendo um programa didático com as peças classificadas em "formas de tocar piano", haveria limitações. Na "forma de tocar piano" oitavas, por exemplo, o contexto de cada peça acaba tornando diferente a utilização das oitavas, que podem apresentar saltos, ser oitavas cromáticas, com staccato, ligadas, em passagens cantabile ou de sonoridade percussiva. Apesar das limitações, a classificação em "formas de tocar piano" é uma interessante abordagem didática.
Quando a pessoa tem contato com poucas "formas de tocar piano", ela muitas vezes fica bitolada e limitada. Certa vez, eu conheci uma senhora que acostumou a tocar hinos na igreja com harmonia coral. E esse era o único estilo de partituras que ela lia e tocava. E muita gente tem dificuldade de ler e tocar em harmonia a quatro vozes. Só pra sentir que é só uma questão de experimentar, se habituar, praticar.